Gente que Cuenta

Humanidade – Ricardo Martins

leer en español

El recaudador de impuestos Pieter Bruegel 1618 (detalle)

HUMANIDADE

substantivo feminino

  • 1. conjunto de características específicas à natureza humana.
  • 2. sentimento de bondade, benevolência, em relação aos semelhantes, ou de compaixão, piedade, em relação aos desfavorecidos.

Então soubemos que ocorreram conversas sobre a importação de um grande lote de vacinas. Aqui no Brasil. À espantosa quantidade de 400 milhões de doses seriam acrescido 1 dólar a cada dose, ou 25 centavos, são várias as versões  … ou seja, algo por volta de 2 bilhões  ou 500 milhões de reais ….

Não se questionou como uma empresa que intermedia transações comerciais teria tal quantidade, tampouco se questionou a idoneidade da mesma ! Não se questionou aos órgãos reguladores se isso era possível.

Era comissão. Apenas comissão sobre uma negociação.

Como pode haver uma negociata para compra de vacinas em meio à morte de meio milhão de pessoas – contagem ainda em crescimento – durante a primeira pandemia do século 21?

Como alguém tem a ousadia, a desfaçatez,  a insensibilidade, de propor ter lucro na compra de vacinas para um país já saturado de vítimas? E como um outro alguém pôde inicialmente, considerar tal proposta?

Vejo que a única maneira de entender, compreender, avaliar o que se passa pela cabeça e coração das pessoas envolvidas em tal ação seria compara-las às pessoas que organizaram metódica e racionalmente todo mecanismo de funcionamento dos campos de concentração da Alemanha, durante a II Guerra Mundial.

Não há outra maneira para ao menos tentar entender tal atitude. E nem sei se a palavra mais adequada seria “entender”. Dificil.

Como chegamos a esse nível?

Ou simplesmente é pura falta de humanidade?

Ricardo Martins, jornalista e pesquisador, com trabalhos para a Editora Abril, TV Cultura e Fundação Roberto Marinho.

ricardomarts@yahoo.com.br

Leave a Reply