Gente que Cuenta

Profanei um túmulo sem entrar na História, por Alfredo Behrens

Captura de Tela 2022 04 09 às 18.33.49
“Aunque algunos piensan que resulta espeluznante visitar un cementerio, nosotros no estamos tan seguros.”
María Roqueñi

leer en español

Não sei se você conhece o ditado: Quando uma mulher cisma com uma ideia na cabeça, é mais fácil arrancar-lhe a cabeça do que a ideia.

Como adoro a cabeça dela, sugeri que fôssemos ao cemitério, a última parada do ónibus, porque talvez lá encontrássemos a pedra chata e pesada, talvez mármore, sobre a qual fixar um brinquedo colorido que ela queria instalar aqui e agora.

Mal tínhamos chegado ao cemitério, ela então alistou o coveiro Joaquim, que acabara de cavar um buraco onde alguém seria enterrado no dia seguinte. “Espero que ele esteja já morto!” eu disse, ao que Joaquim apontou para onde o morto estava sendo velado.

Minha mulher, que não perde uma oportunidade para rezar, foi ezar um Pai Nosso ao morto, enquanto eu seguia o Joaquim que prometia uma pedra como a que queríamos.

De repente, ele apontou para uma pedra que jazia no chão em um espaço para os mortos sem nome, e fez sinal para que eu a levasse comigo. A pedra tinha as dimensões necessárias; pesava mais do que o meu remorso de levá-la embora, mas a autorização do Joaquim tal vez me livrasse da cadeia.

Num piscar de olhos minha esposa reapareceu e com a ajuda dela eu enfrentei o motorista do ónibus que exigia que eu subisse com uma máscara, embora eu estivesse com as duas mãos segurando a pedra, que já está em casa, e eu quebrado.

Quem carregou as pedras de Abu Simbel pelo menos salvou um monumento, eu só me salvei de recriminações. Os arqueólogos têm mais tem a vida mais fácil que a os maridos.

IMG 9274
Alfredo Behrens  é doutor pela Universidade de Cambridge, leciona Liderança para as escolas de negócios da FIA em São Paulo e IME em Salamanca, e é Presidente do Conselho Estratégico da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, onde reside.
Alguns de seus livros podem ser adquiridos na Amazon.
ab@alfredobehrens.com

do mesmo autor

    ¡Suscríbete a nuestro Newsletter!

    5