Gente que Cuenta

Parafraseando o Papa no Canadá, por Alfredo Behrens

El Greco Atril press
El Greco,
San Pedro arrepentido, c.1600

 leer en español

Recentemente o Papa Francisco viajou ao Canadá no que ele chamou de uma peregrinação penitencial. Foi um ato de contrição motivado pelos abusos perpetrados por mais de um século, por agentes da Igreja Católica contra populações indígenas, em especial as crianças. O belíssimo discurso do Papa podia ser interpretado à luz de tantos outros atropelos ao longo do tempo; não apenas pela Igreja Católica, nem só contra as crianças. Por isso eu tomei a liberdade de parafrasear o ato de contrição papal no seguinte poema, inspirado, muito de leve, na técnica de blackout poetry. Na sua versão mais estrita, blackout poetry consiste em construir um poema unicamente selecionando as palavras que sequencialmente aparecem num texto maior. Um exemplo muito exitoso desta técnica é livro Reconstituição Portuguesa, publicado em abril deste ano pela Companhia das Letras. Mas é uma técnica muito na moda: https://www.thehistoryofblackoutpoetry.org/blackout-poetry-on-social-media

Mil vezes perdão

A vida inteira é uma

peregrinação penitencial

de cura e reconciliação

sobre quanto as crianças,

jovens e velhas,

sofreram quando arrancadas

dos seus lares

Indelevelmente sacrificando a todos.

Hoje choramos nas sepulturas

das memórias despedaçadas,

para internalizar nossa dor

e fazer desta peregrinação

a ressurreição

de uma vida

de reconciliação universal.

IMG 9274
Alfredo Behrens é doutor pela Universidade de Cambridge, leciona Liderança para as escolas de negócios da FIA em São Paulo.
Alguns de seus livros podem ser adquiridos na Amazon.
ab@alfredobehrens.com

do mesmo autor

    ¡Assine a nossa Newsletter!

    2