Gente que Cuenta

Preguiça imperial – Alfredo Behrens

leer en español

Captura de Tela 2021 07 31 às 16.49.20Li recentemente que não fazer um esforço para pronunciar corretamente o nome estrangeiro de um aluno pode constituir uma forma de micro agressão étnica. E pode ter muita verdade.

Na minha escola meu pai tinha um colega chamado Samuel Moreira. Acontece que o diretor inglês da escola não conseguia pronunciar o Moreira e perguntou ao aluno se ele tinha outro sobrenome. E foi assim que o colega do meu pai entrou para a história como Sam Acosta, em homenagem ao sobrenome de sua mãe.

"... o diretor inglês da escola não conseguia pronunciar o Moreira e perguntou ao aluno se ele tinha outro sobrenome"

Bem, uma geração depois eu estava, no que deveria ser uma reunião social com o diretor da mesma escola, ele também inglês. Sam Acosta se aproximou de nós e quando soube que o novo diretor tinha tido seu primeiro filho, perguntou-lhe o nome dele e reproduzo aqui o que lembro do diálogo:

“Rupert” respondeu meu diretor.

“Ele terá que ser um bom boxeador”

“Por que?”

“Porque com um nome assim você terá que aprender a se defender desde cedo!”

Lembro do Sam como um sujeito afável e bem-humorado, mas hoje me pergunto se em seu comentário sobre o nome do filho do meu diretor ele não expressou um indício de vingança do diretor da sua infância por ter mudado seu nome apenas por preguiça imperial.

IMG 3580

Alfredo Behrens é doutor pela Universidade de Cambridge, leciona Liderança para as escolas de negócios da FIA em São Paulo e IME em Salamanca, e é Presidente do Conselho Estratégico da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, onde reside.

Alguns de seus livros podem ser adquiridos na Amazon.

ab@alfredobehrens.com

1

Leave a Reply